Está a usar um browser desatualizado. Atualize o seu browser.

Crachás: sugestões e exemplos

Serão aqui apresentados exemplos recolhidos.

Envolver membros de uma comunidade online

Pela nossa experiência durante o MOOC percebemos que os crachás podem ser um excelente instrumento de dinamização de comunidades online. Como quebra gelo promove a interação entre pessoas que não se conhecem pessoalmente.

Na fase inicial de criação de uma comunidade online é sempre difícil suscitar uma interação entre participantes que muitas vezes não se conhecem pessoalmente. Para ultrapassar essa fase e criar um momento mais leve para que as pessoas pudesse interagir, durante a fase de acolhimento no MOOC Crachás como usar?, foi proposta uma atividade com crachás que desencadeou grande interação entre participantes.

 A atividade consistiu solicitar a leitura das apresentações individuais  e apoiar a atribuição a cada um dos crachás disponíveis:

Crachas apoio.png

Fig1 - Crachás disponíveis para aos participantes apoiarem a atribuição aos colegas. 

Para isto utilizaram o botão que se encontrava disponível em cada publicação:

Botao apoio.png

Fig 2 - Botão que permite apoiar crachás.

Este botão fica visível desde que existam disponíveis crachás nesse Grupo ou Espaço.

Até ao momento em que foi pedido esta tarefa, poucos tinham sido os participantes que tinham comentado as publicações de outros. Através de uma análise de SNA, utilizando o software Gephi, foi possível perceber  que o valor médio de grau, ou seja o valor médio de interações de cada um dos participantes evoluiu de 4,7 para 13,8 durante os 4 dias em que decorreu a atividade.

Analisando o grafo nos dias de maior interação:

Evolução da comunidade.png

Fig 3 - Grafos relativos aos dias 25 e 26 de abril onde se registaram mais interações.

Percebemos pela análise que a diversidade de tipos de interação (cores) é relevante. Se nos primeiros dias se baseou em publicações no grupo (cor de rosa) e destaques do administrador (azul marinho). Nos dias seguintes à proposta (Fig 3), ganha impacto no grafo o apoio de crachás (verde), os comentários a publicações (preto) e as ações de seguir outra pessoa (cor de rosa forte).

É também revelador alguns dos comentários que recebemos por parte dos participantes, nomeadamente:

  • “considerei esta atividade divertida, democrática e de certo modo justa. (27 Abr, 14:44)”
  • “Ainda ando meio aos "papéis" :) mas já recebi 1 crachá... para começo, mto bom! (27 Abr, 17:19)”
  • “Excelente e simpática entrada na matéria :)! Para além de ter sido/ser um divertido quebra-gelo (28 Abr, 09:50)”
  • “Gerou sensações que, a meu ver, são o motor da aprendizagem efetiva. Continuação de bom trabalho, que eu agora já tenho o meu primeiro crachá, que deixou tão motivada e orgulhosa! :) (28 Abr, 23:02)”
  • “adorei a forma divertida como se iniciou este MOOC (1 Mai, 13:25)”

Consideramos que esta pode ser uma excelente estratégia para envolver os participantes numa nova comunidade. O que acham?

Mas o apoio a crachás pode também ser utilizado noutras situações. Se tem sugestões deixe um comentário, pois é pela partilha de ideias diferentes que poderemos crescer e tornar as experiências cada vez mais envolventes!

Obrigado pela vossa participação.

Para comentares nos posts deste blog tens de ter login.

Orientação do percurso de aprendizagem e Conquista

Ja sei_peq.jpg

Crachá "Já Sei!" - crachá genérico que poderá ser adaptado a qualquer temática.

 

Os crachás podem assumir uma função de grande utilidade em contexto educacional, ou seja, podem ser um meio para orientar o percurso de aprendizagem.

Para muitos alunos o poder percecionar concretamente os objetivos a atingir ajuda a focar a sua atenção. Mas também visualizar o que já concretizou em comparação com o que falta terminar, é também importante para promover a perceção positiva nos alunos das suas próprias capacidades (Peixoto et al., 2016).

Por este motivo podemos utilizar os crachás como uma forma visual de apresentar o que se espera que os alunos apreendam ao longo de uma temática, período, semestre ou mesmo ano letivo. 

Apresentamos um exemplo para que seja mais simples compreender:

Tabuada do 2_peq.jpg

Crachá "Tabuada do 2" - Exemplo de um crachá, que faz parte de um conjunto de crachás, onde se informa sobre como este será atribuído.

tabuadas.jpg

Conjunto de crachás "Tabuadas" - Conjunto de vários crachás semelhantes em termos de objetivos e imagem (altera apenas a cor e parte do texto do nome), que apresentam visualmente o que se espera que um aluno apreenda numa dada temática. (Segmento de um sistema de crachás para o 1º ciclo proposto por um participante do MOOC- Crachás como usar?)

As plataformas que permitem atribuir crachás, incluíndo o SAPO Campus, apresentam sempre um modo de visualizar os crachás disponíveis em miniatura, o que permite aos alunos compreenderem rapidamente o que se espera deles.

É importante esclarecer que podemos criar conjuntos de crachás:

  • sequenciais - onde para atingir o B é necessário possuir já o A,
  • não sequenciais - onde o aluno pode escolher a ordem pela qual os completa, e
  • opcionais - onde o aluno escolhe quais prefere atingir, não sendo necessário completar tudo.

Sempre que o aluno recebe cada um dos crachás num dado conjunto sente que conquistou mais uma etapa e, por isso, está mais perto de concluir tudo o que se espera dele.

No entanto, não será necessário desdobrar em vários crachás cada temática existente, deveremos sim focar-nos nas temáticas ou conteúdos em que habitualmente os alunos sentem mais dificuldades ou que são mais complexos. Para que os crachás não se tornem desinteressantes, devemos reservá-los para determinados momentos mais difíceis ou complexos. Ajudando, assim, a que o aluno possa evoluir, passo a passo, em algo que à primeira vista se apresenta como muito complexo ou difícil.

 

 

Referências:

Peixoto, F., Monteiro, V., Mata, L., Sanches, C., Pipa, J., & Almeida, L. S. (2016). “To be or not to be Retained … That’s the Question!” Retention, Self-esteem, Self-concept, Achievement Goals, and Grades. Frontiers in Psychology, 7(October), 1–13. https://doi.org/10.3389/fpsyg.2016.01550 

Para comentares nos posts deste blog tens de ter login.

Incentivo à mudança de comportamentos

Um novo ano letivo se aproxima e surge uma esperança renovada de que conseguiremos fazer a diferença na vida dos alunos que nos esperam. As ideias são muitas antes de retomar a rotina que a profissão docente exige, é por isso importante aproveitar estes últimos dias para pesquisar sugestões que possam ser úteis.

Uma das necessidades sentidas é, muitas vezes, a de mudar comportamentos ou estimular hábitos nos alunos que favoreçam a aprendizagem. Os crachás podem ser utilizados com este fim, ao servirem como recompensas que premeiam esses comportamentos ou hábitos.

Neste sentido podemos definir crachás sobre os comportamentos ou hábitos que pretendemos incentivar, sendo que a sua descrição deve ser bem clara sobre o que o aluno necessita de cumprir para poder receber o respetivo prémio. Exemplo disso são estas propostas criadas por professores que frequentaram o MOOC Crachás como usar:

AM_Boa pergunta_peq.jpg

Crachá "Boa pergunta" - incentivo para os alunos colocarem as suas dúvidas. Favorece a ideia de que é positivo colocar questões, pois só assim tudo fica esclarecido melhorando a aprendizagem.

 

FF_ Passaro Madrugador_peq.jpg

Crachá "Pássaro Madrugador" - valoriza os alunos que entreguem as tarefas antes da data limite. 

 

FS_ bom comunicador_peq.jpg

Crachá "100% comunicador" - valoriza a capacidade de transmitir corretamente a informação.

Além da atribuíção direta do professor, que após verificar que a ação solicitada foi cumprida atríbui o crachá, podemos também dispor de crachás que são atribuídos após votação da comunidade. Aqui a comunidade pode ser apenas o grupo/turma, como o conjunto dos professores da turma ou mesmo até professores, turma e encarregados de educação. Significa que num momento estipulado os membros serão convidados a votar e receberá o crachá quem mais votos receber. Um exemplo:

OES_Estrela de Coop...ação_peq.jpg

Crachá "Estrela de cooperação" - valoriza comportamentos de cooperação e auxílio aos colegas e será votada a sua atribuíção por todos. 

Sendo o resultado dos votos dos membros da comunidade significa que é um reconhecimento dos pares e pois isso o impacto é maior em quem recebe este crachá.

Claro que estes são meros exemplos, podendo cada professor adaptar as ideias ao seu próprio contexto, inclusivé o nome e a imagem, pois destas depende a adesão dos alunos que se pretende cativar.

Uma outra forma de aplicar este tipo de crachás é em modo surpresa, ou seja, perante uma situação que verifica ser importante valorizar pode criar um crachá específico e atribuir ao aluno, sendo isto anúnciado à turma. Assim todos tomam conhecimento sobre a atribuíção e assimilam que aquele é um comportamento valorizado.

 

Ficam aqui estas sugestões e desejamo-vos um excelente ano letivo!

 

 

 

 

Para comentares nos posts deste blog tens de ter login.

Um exemplo simples: Identificação

Antes de umas férias merecidas, nada melhor que um exemplo simples que possa suscitar novas ideias aquando do regresso revigorado! :smile:

O SAPO Campus disponibiliza ao administrador de qualquer Espaço um conjunto de crachás que podem ser ativados:

Crachás.png

Estes são crachás que permitem identificar a função de cada membro. Significa que quando se consulta o perfil de um membro poderemos perceber pelo crachá que detem, qual é o seu papel na comunidade.

Da mesma forma, quando se consulta o crachá acedemos à lista de pessoas que possuiem a função definida pelo crachá. 

 

Mas existem outros exemplos também muito interessantes:

  • Formando/Participante
  • Mentor(a)
  • Tutor(a),
  • Orientador de turma/curso ou Diretor de turma/curso
  • Delegado de turma e Sub-delegado
  • "Caloirinho" e "Padrinho"
  • Ajudante/chefe do dia,
  • Porta-voz/chefe de grupo
  • Professor bibliotecário
  • Animador sociocultural

Mas também podem identificar um clube ou atividade em que os alunos participem:

  • Desporto Escolar (Futebol, Basquetebol,...)
  • Clube de Teatro
  • Clube de Escrita Criativa
  • Clube de Pintura
  • Clube do Património
  • Projeto Etwinning
  • ...

 

 

Podem ser atribuídos crachás que permitem identificar funções temporárias, como o Delegado de turma que habitualmente se restringe a um ano letivo. Para isso deve ser indicado no próprio crachá o intervalo de tempo em que o membro da comunidade assumiu essa função.

Mais ideias para crachás de identificação? Partilhe conosco essas sugestões.

E boas férias,

:relaxed:

 

 

Para comentares nos posts deste blog tens de ter login.

O que são crachás e como podem ser usados?

Como este é um blog público e por isso pode ser consultado por pessoas que não tenham frequentado o "MOOC - Crachás: como usar?", consideramos que é pertinente realizar uma pequena introdução antes de iniciar a partilha de exemplos concretos.

 

Banner 2 semana.png

Badge, um termo inglês, definido como um "symbol or indicator of an accomplishment, skill, quality or interest" (Mozilla Open Badges, 2014).

Pode ser traduzido para português como crachá, distintivo, emblema ou divisa.

A utilização dos badges remonta a diferentes contextos e épocas: 

  • originalmente, correspondia ao brasão que permitia identificar a origem de determinada pessoa, sendo gravada em metal e ostentada na roupa (Gibson, Ostashewski, Flintoff, Grant, & Knight, 2015).
  • no regime militar começaram por ser utilizados como símbolos de honra, autoridade ou privilégio, e permitiam diferenciar as tropas aliadas das inimigas.
  • também eram usados como símbolo de desonra, pois os prisioneiros eram tatuados ficando marcados para sempre pelo crime cometido.
  • na idade média começaram a ser utilizados como a expressão de uma experiência vivida, sendo atribuídos aos peregrinos, o que lhes permitia aceder a tratamento especial, ajuda e hospitalidade ao longo do seu caminho.
  • também podem significar o domínio de algo, tal como ocorre nas artes marciais em que os praticantes vão evoluindo numa escala de cores que se identificam através dos cintos, ou o mesmo o caso dos escuteiros, através dos lenços.
  • ou significar um grande feito, como os atos de coragem e lealdade que são atribuídos após incursões militares.
  • são ainda utilizados na área educacional para motivar a aprendizagem (Halavais, 2012). Podendo servir no formato digital para distinguir o progresso ou a conclusão de um percurso por parte de um membro de uma comunidade permitindo, inclusivamente, a eventual certificação em formação não formal.

Significa isto que os badges podem ter diferentes formas e diferentes usos, dependendo sempre do contexto em que são gerados. É importante realçar que são símbolos que geralmente possuem um significado claro e de fácil perceção por parte dos membros da comunidade onde são gerados. No entanto, dificilmente o mesmo badge poderá ser transferido entre diferentes contextos, uma vez que remete para experiências ou comportamentos específicos a um determinado contexto.

 

Tipos de crachás.png

Com base na evolução histórica descrita por Halavais (2012) e o reconhecimento do impacto que os badges têm em contexto educativo indicado por Gibson e colaboradores (2015), podemos considerar que estes podem assumir as funções de:

  1. Identificaçãotem como único objetivo identificar a pertença de um membro a uma instituição ou comunidade ou a função exercida e, em situações específicas, a posição na hierarquia do grupo.
  2. Orientação de Percurso - corresponde a uma sequência de badges que orientam a atividade do aluno/formando. A sequência a cumprir pode ser obrigatória ou apresentar-se como conjunto de badges optativos, em que o aluno pode decidir quais prefere alcançar.
  3. Conquista- marca um momento importante:
    • a conclusão de um conjunto de outros badges
    • a passagem para um patamar mais difícil 
    • um ponto chave, uma competência fundamental para o conteúdo que está a ser trabalhado
  4. Reconhecimento - permite atribuir um símbolo que, na comunidade, é reconhecido como importante e valorizado. Pode remeter a alguma ação realizada ou alguma capacidade especial demonstrada.
  5. Competição - é atribuído no âmbito de um desafio que é lançado ao grupo/comunidade, sendo que apenas o 1º; 2º ou no máximo o 3º a concretizar dentro dos parametros definidos o recebem.
  6. Recompensa correspondem a itens que o aluno/formando pode colecionar à medida que se vai mantendo no espaço online ou que têm o mero intuito de motivar na execução de uma tarefa.
  7. Certificação - confirma a realização de determinada formação ou a demonstração de determinada competência. A sua credibilidade é medida pela instituição que confere a sua atribuíção.

No entanto "(…) functions of badges are rarely exclusionary – any particular badge is likely to mark authority, skill, experience, and identity in some way." (Halavais, 2012, p. 357).

 

Para aprofundar o tema podem ser consultados os artigos:

  • Araújo, I., Pedro, L., Santos, C., & Batista, J. (2017). Crachás: como usar em contexto educativo? In M. J. Gomes, A. J. Osório, & A. L. Valente (Eds.), Challenges 2017: Aprender nas Nuvens, Learning in the Clouds (pp. 157–174). Braga: Centro de Competência em Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação (CCTIC-IEUM). (consultar)

     

  • Araújo, I., Santos, C., Pedro, L., & Batista, J. (2017). Digital badges on education: past, present and future. In A. Skarzauskiené & N. Gudeliené (Eds.), Proceedings of the 4th European Conference on Social Media (ECSM) (pp. 27–35). Vilnius, Lithuania: Mykolas Romeris University.  (consultar)

 

Referências:

Dicionário infopédia de Inglês|Português [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-02-07]. Disponível em: https://www.infopedia.pt/dicionarios/ingles-portugues/badge ;

Gibson, D., Ostashewski, N., Flintoff, K., Grant, S., & Knight, E. (2015). Digital badges in education. Education and Information Technologies, 20(2), 403–410. https://doi.org/10.1007/s10639-013-9291-7

Halavais, A. M. C. (2012). A Genealogy of Badges: Inherited meaning and monstrous moral hybrids. Information, Communication & Society, 15(3), 354–373. https://doi.org/10.1080/1369118X.2011.641992

Mozilla Open Badges. (2014). Badges. Acedido a 19 de outubro de 2016, em https://wiki.mozilla.org/Badges

Para comentares nos posts deste blog tens de ter login.

Um novo blog, porquê?

Crachás_banner_s.png

Chegou o momento de compilar e partilhar as nossas descobertas até ao momento.

Este é um Blog público, o que permite que qualquer pessoa, mesmo que não possua conta no SAPO Campus, possa visualizar o que aqui será publicado. Será através deste espaço que iremos partilhar exemplos de crachás, promovendo assim o uso destes em contexto educativo.

Contamos, aqui com a contribuição dos vários membros que participaram e concluiram o MOOC: Crachás como usar?. Os resultados aqui publicados surgem de debates de ideias.

Esperamos assim contribuir para que professores e formadores possam compreender as vantagens em utilizar crachás em contexto educativo através de exemplos elucidativos.

Os comentários serão muito bem vindos, será assim possível enriquecer muito mais esta partilha.

Muito obrigada.

Para comentares nos posts deste blog tens de ter login.